Educação financeira é a receita para não se endividar
17/03/2018 08:22 em Novidades

Planejar o orçamento doméstico e fugir do crédito fácil. Essas são as duas principais dicas de Diógenes Donizete Silva, coordenador do Núcleo de Tratamento do Superendividado da Fundação Procon do Estado de São Paulo, para não entrar na dívida interminável. Nesta sexta-feira (16), o profissional proferiu palestra no Paço Municipal informando sobre o consumo consciente e os direitos dos consumidores. Aproximadamente 100 pessoas compareceram ao evento, entre elas os frequentadores da Casa do Idoso.

A iniciativa fez parte das atividades em comemoração ao Dia Internacional do Consumidor, promovidas pelo Procon de São José dos Campos, que teve também o mutirão de audiências de conciliação, realizado na quinta-feira (15), o qual conseguiu solucionar 63 casos dos 100 processos apresentados.

“Colocar tudo na ponta do lápis, verificando o quanto está gastando, o quanto ganha e sobra, tirando as despesas básicas”, recomendou Diógenes em relação aos gastos domésticos. Ele ressaltou que, em casos necessários, até é possível fazer empréstimo, desde que o valor das parcelas não ultrapasse 30% da renda mensal. “Tudo é uma questão de equilíbrio e ponderação”.

Quem esteve na plateia aproveitou para reciclar conhecimentos e ouvir os conselhos do profissional do Procon. Uma delas foi a aposentada Eulália Silva Machado, moradora da Vila Maria. “Tem muitas pessoas que são leigas no assunto e não tê a noção da gravidade. E na palestra houve um esclarecimento”.

Abordando o assunto de forma descontraída e de fácil entendimento, o palestrante alertou para o problemas dos juros altos no país, especialmente os do cartão de crédito rotativo. Também chamou a atenção para o hábito arraigado dos consumidores brasileiros de não ler os contratos, o que os prejudica posteriormente. “A orientação financeira é fundamental porque chegamos num momento em que não podemos mais viver sem ela”, afirmou Diógenes.

Ana Maria Marques Martins, moradora do Jardim Oriente e frequentadora da Casa do Idoso Sul, ficou atenta às informações e pretende reproduzir no círculo de amizades as orientações sobre o controle das finanças e os direitos do consumidor nos contratos com empresas do ramo financeiro. “A palestra foi nota mil e vou levar esse conhecimento a todos os meus familiares e amigos”.

O Procon joseense é mantido pela Prefeitura e funciona no antigo Fórum (Rua Paulo Setúbal, 220, São Dimas, região centro), com entrada pela Avenida José Longo. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Informações pelo telefone 151 ou 3909-1440.

 

FONTE: www.sjc.sp.gov.br

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!